Volante Allan decidiu vestir a camisa e jogar no Vasco da Gama

Após uma trajetória internacional de sucesso que iniciou em 2012, Allan, cria formado na base vascaína, está de volta ao Rio de Janeiro para vestir a camisa do Botafogo. 

Aos 33 anos, o meio-campista brasileiro deixou recentemente o Al-Wahda, dos Emirados Árabes, para integrar o elenco alvinegro na temporada de 2024. Para saber mais detalhes acompanhe as informações a seguir no Portal do Botafoguense.

Allan, ex-Vasco, reforça Botafogo após passagem pelos Emirados Árabes

A transferência de Allan para o Al-Wahda não apenas marcou o retorno do jogador ao Brasil, mas também trouxe um benefício financeiro significativo para o Vasco da Gama. De acordo com o mecanismo de solidariedade da FIFA, o clube carioca na ocasião recebeu mais de R$ 3 milhões como parte do lucro obtido com a transferência do volante para os Emirados.

A carreira de Allan no futebol europeu começou em 2012, quando ele foi contratado pela Udinese, rendendo ao Vasco aproximadamente R$ 9 milhões, considerando a venda de seus direitos. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Após uma passagem bem-sucedida pela Udinese e subsequentemente pelo Napoli, onde foi transferido por €11 milhões para o clube italiano, Allan se destacou ainda mais ao ser negociado com o Everton, da Inglaterra, por €8 milhões em 2020, o que resultou em cerca de R$ 4,5 milhões para o Vasco.

A chegada de Allan ao Botafogo foi facilitada pela indicação de Philippe Coutinho ao Vasco, mostrando a influência do jogador no retorno de Allan ao cenário brasileiro. O meio-campista, conhecido por sua habilidade técnica e visão de jogo apurada, já está pronto para se integrar ao elenco botafoguense. Ele tem previsão de se apresentar ainda este mês e estará disponível para jogar a partir de julho, quando a janela de transferências se abrir.

A contratação de Allan pelo Botafogo representa um reforço de peso para o clube, que visa fortalecer sua equipe para as competições futuras, enquanto o Vasco celebra mais um capítulo positivo na relação financeira proveniente da formação de talentos em sua base.