Tudo o que você precisa saber das finanças do Botafogo

Após uma temporada marcada por altos e baixos nos gramados, o Botafogo revela um retrato detalhado de sua saúde financeira, que, embora com sinais positivos, também carrega desafios significativos. 

Em 2023, o clube registrou um aumento expressivo no faturamento, alcançando a marca de R$ 322 milhões, impulsionado principalmente por premiações de direitos de transmissão e um desempenho destacável na área comercial, que multiplicou suas receitas. Para saber mais detalhes acompanhe as informações a seguir no Portal do Botafoguense.

Botafogo: desafios financeiros e estratégias para 2024

No entanto, o aumento das receitas foi acompanhado por um aumento proporcional nos custos operacionais, resultando em um custo total de R$ 444 milhões ao longo da temporada. Os gastos com pessoal, incluindo salários e direitos de imagem, tiveram um aumento considerável, refletindo o esforço do clube para manter competitividade no mercado.

Um dos pontos críticos identificados é o endividamento, que atingiu o patamar de R$ 1,3 bilhão em 2023. Esse montante se divide entre dívidas bancárias, impostos e acordos, além de dívidas operacionais, evidenciando a necessidade de uma gestão cuidadosa para equilibrar as finanças. O EBITDA, indicador crucial da saúde financeira, apresentou um resultado negativo de R$ 122 milhões, refletindo a dificuldade do clube em equilibrar receitas e despesas operacionais.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Para lidar com esses desafios, a diretoria tomou medidas estratégicas, como a venda de 20% dos direitos comerciais do Brasileirão por R$ 100 milhões, além de buscar créditos e antecipações para fechar as contas. Investimentos em base, contratações e infraestrutura totalizaram R$ 52 milhões, mostrando um esforço contínuo para fortalecer o clube em diversas áreas.

O desafio para o Botafogo em 2024 será equilibrar o crescimento das receitas com uma gestão eficiente dos custos, buscando reduzir a dependência de financiamentos e melhorar o EBITDA. Com um planejamento estratégico focado na sustentabilidade financeira, o clube está determinado a superar os desafios e continuar sua trajetória de crescimento no cenário esportivo nacional.