Especialista de arbitragem falou sobre lance polêmico no jogo entre Botafogo x Atlético-MG

Em uma partida que marcou a rodada do Campeonato Brasileiro, o Botafogo conquistou uma vitória expressiva por três a zero sobre o Atlético Mineiro. 

Além da expulsão de Igor Rabello após falta em Luis Henrique, autor do primeiro gol alvinegro, outro ponto de discussão pós-jogo foi a polêmica envolvendo um lance não assinalado pela arbitragem a favor do Atlético Mineiro. Para saber mais detalhes acompanhe as informações a seguir no Portal do Botafoguense.

Especialista de arbitragem opina sobre lance controverso no confronto entre Botafogo e Atlético-MG

Durante o programa Troca de Passes, o ex-árbitro PC de Oliveira analisou o lance em questão, que envolveu uma possível penalidade não marcada. “No primeiro momento, na câmera principal, fiquei com dúvida de quem tinha tocado na bola, quem tinha chegado primeiro na bola. No detalhe, fica muito claro que quem toca na bola, quem chega primeiro, é o Cadu. Ele domina, ele toca na bola, e o Damián Suárez tem uma entrada que é a chamada Imprudência”, explicou Oliveira.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O especialista continuou sua análise destacando que, apesar da falta de intenção, a imprudência de Suárez ao pisar no pé de Cadu justificaria a marcação do pênalti. “Ao disputar a bola sem precaução, sem atenção, não tem a intenção de cometer a falta, mas ele é imprudente ao dar um pisão no pé do Cadu e, portanto, o pênalti deveria ter sido marcado”, afirmou Oliveira, acrescentando que a reclamação do Atlético Mineiro foi válida.

O Botafogo retorna aos gramados na próxima quinta-feira (11), contra o Vitória, em Salvador, às 21h30 (horário de Brasília), em busca de manter sua posição na tabela. Enquanto isso, o Atlético Mineiro enfrenta o São Paulo, no mesmo dia e horário, na Arena MRV.