Dirigente do Botafogo foi até a Argentina para contratar o Di Maria

Em uma tentativa audaciosa de reforçar o elenco, um dirigente do Botafogo embarcou em 2017 para a Argentina em uma missão especial: contratar Ángel Di Maria, estrela do futebol sul-americano. 

Com o clube alvinegro buscando reforços de peso na época, a investida reviveu lembranças de uma tentativa anterior marcante. Para saber mais detalhes acompanhe as informações a seguir no Portal do Botafoguense.

Dirigente do Botafogo em 2017 buscou Ángel Di Maria na Argentina para reforçar o elenco alvinegro

Em julho de 2007, Ricardo Rotenberg, então enviado pelo Botafogo, enfrentou uma batalha para trazer Di Maria, na época no Rosário Central, para o clube carioca. Com o apoio financeiro de botafoguenses ilustres, a proposta parecia promissora, até que o Benfica-POR entrou na disputa e ofereceu uma quantia superior, frustrando as esperanças do Alvinegro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Di Maria era nosso principal alvo. Conseguimos um parceiro financeiro, mas não conseguimos competir com a oferta do Benfica”, lamentou Rotenberg na época. “Ele era jovem e talentoso, mas optamos por outras opções devido à diferença financeira”, explicou o dirigente.

Apesar dos esforços, o Botafogo acabou contratando outros jogadores, como Luís Miguel “El Toro” Escalada, que, embora tenha chegado com expectativas altas, não correspondeu às expectativas devido a problemas extracampo naquele ano.

“Di Maria representava uma oportunidade única, mas no futebol nem sempre as coisas saem como planejado”, refletiu Rotenberg. A viagem atual do dirigente à Argentina revive a esperança de que, desta vez, o destino de Di Maria possa finalmente cruzar com o do Botafogo, trazendo um novo capítulo à história do clube e do jogador argentino.