Comentaristas rasgaram elogios para a janela de contratações do Botafogo

A contratação de Thiago Almada, apresentada oficialmente na terça-feira(9), eleva ainda mais o patamar do Botafogo. 

Durante o programa “Sportscenter”, da ESPN, nesta quarta-feira(10), o comentarista Mário Marra destacou o mercado feito pelo Glorioso e acredita que o clube se consolida na prateleira de potências do futebol brasileiro ao lado de Palmeiras e Flamengo. Para saber mais detalhes acompanhe as informações a seguir no Portal do Botafoguense.

Comentaristas exaltam mercado do Botafogo, e apresentadora ironiza rótulo de clube-satélite

“O Botafogo não trouxe um messias espetacular que vai resolver todos os problemas, mas montou um grupo muito bom. Almada é a cereja do bolo. Se ele confirmar tudo que se espera dele na Argentina, e já confirmou em campo algumas vezes, é um cara muito grande. Quando ele foi contratado, virou notícia lá fora, porque todo mundo quer ter um jogador como ele. É incrível o que o Botafogo faz. Para mim, há dois grandes favoritos, Flamengo e Palmeiras, mas desde a temporada passada o Botafogo entrou nessa turma e dá sinais de que não entrou de passagem, quer ser protagonista no futebol brasileiro. O caminho é esse”, disse Marra.

Marra ainda completou: “Almada é uma joia. Se você me pedisse para eu não falar nada, eu iria apenas aplaudir o mercado do Botafogo. É muito legal, muito bom o que o Botafogo faz na atual temporada, o que fez na temporada passada. Até o Igor mesmo. O Igor Jesus é muito bom jogador, quando aparece no Coritiba aparece fazendo golaços, é um jogador especial em um time que já é bom, do meio para frente é muito bom. No último jogo, você via a quantidade de jogadores à disposição do Artur Jorge no banco de reservas… Tchê Tchê, Gregore, Savarino…”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A apresentadora do programa, Mariana Spinelli, ironizou os comentários de que o Botafogo seria um “clube-satélite” para o Lyon, já que a expectativa é de que Almada se transfira depois para o clube francês da holding de John Textor.

“Eu vi na internet discussão sobre clube-satélite… Se ele depois vai para o Lyon, sendo muito honesta, não estou nem aí. Nossos jogadores formados aqui também ficam um ano! Endrick foi embora, Estêvão vai embora, Savinho foi embora… Se você tem poder financeiro para o cara ficar um ano aqui pelo menos, só é possível por causa disso. Depois vai para o Lyon. Sendo muito honesta, prefiro que ele jogue um ano comigo”, afirmou Spinelli.

A comentarista Mariana Pereira complementou: “Você vê a roda girando. Já teve o caso do Luiz Henrique, que entrega, joga, dialoga com o torcedor, tem a presença no momento, e o cara que está comandando faz a roda girar. O Textor tem interesse em fazer o Botafogo funcionar. Por enquanto, está muito interessante o que ele está fazendo”.