Comentarista ficou impressionado com o novo reforço do Botafogo

Após vencer o Atlético Mineiro e se garantir na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, o Botafogo foi destaque no “Seleção SporTV”. Os comentaristas falaram sobre o clube e ainda comentaram sobre os reforços que chegaram.

Durante a partida, Allan, Igor Jesus e Thiago Almada foram apresentados para a torcida. Todos eles estavam no exterior e tem tudo para melhorar ainda mais o elenco botafoguense. Pedro Moreno, um dos presentes, rasgou elogios e aos reforços:

“Ainda tem muita gente boa para entrar. Vimos ontem (domingo) o Savarino entrando no final, voltando da Copa América, e metendo um golaço. Teve apresentação para a torcida do Allan, Almada, Igor Jesus… Tem gente boa para entrar. Allan e Almada imaginamos como titulares desse time. O Botafogo está numa crescente, muito bem, e ainda tem teto para evoluir, para subir. Cria uma expectativa muito grande para vermos o Botafogo no segundo turno” – afirmou.

Botafogo ainda mais forte

Cuiabano, outro que foi as redes no domingo, é mais reforço trazido por Textor em 2024. Esse quando a janela brasileira ainda estava aberta e o clube fez um baita negócio de apenas 7 milhões de reais por 100% do atleta. Para finalizar, Pedro também falou do jovem atleta:

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Fiz jogo do Cuiabano na base do Grêmio e ele atuava na maioria das vezes como ponta, sempre sobrava muito fisicamente, mas havia uma dúvida se ele ia desempenhar no profissional, porque às vezes acontece na base de quem tem uma maturidade física primeiro desponta mais. Eu imaginava ele chegando no Botafogo para ser uma peça de composição de elenco, e hoje ninguém discute quem é o titular. E isso nem é pelo gol de ontem, não.” – finalizou.

Muito provavelmente ainda sem os reforços, o Botafogo encara na quinta-feira (11) o Vitória fora de casa. O clube luta pela vitória e torce pelo tropeço do Flamengo para assumir a primeira colocação do Campeonato Brasileiro de 2024.