André Rizek trouxe notícia sobre o Textor e Leila Pereira não vai gostar de ouvir isso

Durante o programa “Redação SporTV”, André Rizek, apresentador e jornalista falou sobre a vitória do Botafogo no clássico. O ponto que chamou a atenção foi quando Rizek falou sobre uma certa blindagem do elenco sobre tudo o que vem acontecendo fora dos gramados.

Desde o início do ano, John Textor vem travando uma “briga” com a CBF, com o Palmeiras e diversos outros clubes para provar que há manipulações de resultados no futebol brasileiro. Mesmo assim, poucas vezes se viu os jogadores do elenco falando sobre o assunto:

“Um dos méritos do Botafogo é que eles (jogadores e comissão) conseguiram se descolar. A cruzada do John Textor é uma coisa e o futebol do Botafogo é outra. Acredito que ele tenha plena crença nas denúncias que vem fazendo. Conversando com ele algumas vezes, ele não se conforma com a derrapada do ano passado, ele justifica a derrapada por manipulação de resultado. E não tem ser humano no mundo que vai convencê-lo do contrário” – disse.

Textor soube separar bem as coisas

Desde que Textor chegou ao Brasil, uma coisa de que não se pode reclamar é falta de gestão. O empresário sabe muito bem como gerir o clube e muito disso é por conta da experiência que teve com seus outros investimentos esportivos fora do país.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Você conversa com as pessoas que tocam o dia a dia do futebol e elas fazem questão de separar. Enquanto essa separação for feita, já que o Textor não vai recuar nessa cruzada dele, o Botafogo tenta se blindar do próprio Textor nesse sentido e até agora está conseguindo. Você não vê nenhum jogador comprando esse discurso, falando sobre isso. Se elas se misturarem em algum momento, vai ser péssimo para o Botafogo. Esse tema vai ser inevitável quando houver os jogos contra o Palmeiras na Libertadores” – completou Rizek.

Dessa forma, o Botafogo segue forte dentro de campo e apresentando hoje o que poucos times da América do Sul apresentam. No futebol brasileiro já vimos diversos momentos onde o fora de campo atrapalha o que acontece nos gramados, mas esse não tem sido o caso no Glorioso.