5 contratações que chegaram para abalar as estruturas do Botafogo

Em meio à preparação para a tão aguardada temporada de 2024 e seu retorno à Conmebol Libertadores, o Botafogo movimentou o mercado com contratações que prometem redefinir o futuro do clube. 

Sob o olhar atento do empresário americano John Textor, investindo para construir um elenco robusto, o Alvinegro busca reviver os momentos gloriosos que marcaram sua trajetória.

Botafogo e as cinco contratações marcantes 

Entre os reforços que geraram grande expectativa na torcida, destacam-se alguns ícones que, embora nem sempre tenham correspondido completamente às esperanças depositadas, deixaram sua marca na história do clube. Confira quem foram:

Túlio Maravilha, o atacante protagonista

Em 17 de janeiro de 1994, o Botafogo apresentou o atacante Túlio Humberto Pereira Costa, conhecido como Túlio Maravilha. Sua estreia brilhante contra o América-RJ, com três gols em uma vitória por 6 a 0, antecipou o protagonismo que o levou a ser figura chave na conquista do Brasileirão de 1995.

Dodô, o artilheiro dos gols bonitos

O artilheiro Dodô teve três passagens pelo Botafogo. Sua terceira volta, em dezembro de 2006, foi marcada por liderança e conquistas, especialmente no Campeonato Carioca de 2006, onde foi o goleador com nove gols. Seu retorno em 2007 resultou em uma temporada memorável, apesar da falta de vaga na Libertadores.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Loco Abreu, entre decepção e idolatria

A chegada de Loco Abreu em janeiro de 2010 foi recebida com grande expectativa, embora tenha iniciado com uma derrota marcante contra o Vasco. No entanto, sob o comando de Joel Santana, o uruguaio alcançou a idolatria, contribuindo com 62 gols em 105 partidas e conquistando o Cariocão de 2010.

Montillo, expectativa e decepção

Walter Montillo, anunciado em dezembro de 2016, chegou ao clube com expectativas altas, mas enfrentou obstáculos físicos que limitaram seu desempenho a apenas 17 jogos antes de romper o contrato.

Patrick de Paula, o maior investimento

A contratação mais cara da história do Botafogo aconteceu em março de 2022, com a chegada do volante Patrick de Paula, por um valor equivalente a R$ 33 milhões. Infelizmente, uma grave lesão no joelho durante o Campeonato Carioca de 2023 adiou sua consolidação, mas a expectativa é que retorne no meio do primeiro semestre de 2024, demonstrando seu potencial.

Nesse contexto de construção e planejamento, as contratações emblemáticas do Botafogo refletem não apenas investimentos, mas também a busca incessante por reconstruir uma equipe competitiva e gloriosa para os desafios que estão por vir na temporada de 2024.